Bruno Simões

Vivendo na capital paulista, onde mantém ateliê voltado para o desenvolvimento de projetos de arquitetura e de design de mobiliário, Bruno Simões é sócio-curador da Feira MADE (Mercado. Arte. Design), o que o coloca na linha de frente da cena do jovem design nacional. Além da mostra, o profissional atua também como curador independente em galerias especializadas da cidade, em exposições em seu próprio ateliê, e foi responsável pela primeira residência artística internacional montada no país e voltada para o design, o projeto RE.DE.SIGN, de 2015. A formação diversificada – arquitetura, fotografia, jornalismo – é elemento determinante em seu design. Dono de um apurado poder de síntese, seu trabalho denota muito menos as particulariedades envolvidas em cada uma de suas vivências profissionais, mas sim, suas muitas conexões.

“Quando desenho móveis, fatalmente acabo dando vazão ao meu desejo, inconsciente até, de fazer de cada um deles, não uma mera peça, mas um elemento participante da arquitetura”, explica Simões. Um enfoque, aliás, ampliado nesta coleção de mesas de apoio que têm no jogo de equilíbrio entre formas aparentemente desconexas, um de seus pontos fortes. “Vejo esta coleção como resultado de um processo criativo híbrido, que mistura arquitetura, design, mas também arte e cenografia”, sintetiza o designer. “Acredito que a realização de um produto nasce da possibilidade de troca. Sem uma conversa franca e descontraída entre designer e empresa é difícil chegar a um bom resultado, como aconteceu neste caso”, conclui ele.

Texto por Marcelo Lima (Jornalista e Crítico de Design).